A febre das tecnologias

“Vede, pois, com diligência como andeis, não como néscios mas como sábios, remindo o tempo, porque os dias são maus. Portanto, não sejais insensatos, mas entendei qual seja a vontade do Senhor” (Efésios 5:15-17).

O desejo de satanás nesses últimos tempos, é nos distrair de maneira que não percebamos o quão distantes do Senhor estamos. Essa febre das tecnologias prova mais uma vez o vazio da humanidade, ela precisa preencher o seu tempo com entretenimento, com novidades para que a vida não continue sem graça, sem sentido e monótona. Onde falta a suficiente presença de Deus, as lacunas da alma precisam ser preenchidas. Entretanto, quando nós os filhos de Deus, a saber, aqueles que nasceram de novo, nos deixamos ser envolvidos por tais segmentos, prova o quanto estamos também distantes daquele que nos chamou das trevas para a sua maravilhosa luz.

Mais uma vez ouço o ecoar da voz do Senhor através do seu servo apóstolo Paulo dizendo: “Não vos conformeis com esse século, mas transformai-vos pela renovação do vosso entendimento, para que experimenteis qual seja a boa, agradável e perfeita vontade de Deus.” Rm 12.2.

Penso que ao invés de buscar implacavelmente nas ruas, nas cidades, nos shopping e em todos os lugares por internet sem fio, perfis de pessoas em redes sociais, formas diversas de entretenimento deveríamos buscar a FACE DO SENHOR com a mesma intensidade e determinação, por que fazendo assim, atrairíamos o maior avivamento de todos os tempos.

É tempo de remir o nosso tempo, perdoe-me pela redundância mas é exatamente disso que estamos precisando; “remir o nosso tempo”. A versão em português traduz “remindo o tempo”, ganhar o tempo, aproveitando ao máximo o tempo, porque os dias são maus. Estamos vivendo dias muito difíceis.

Quando pensamos em como usar o nosso tempo ou como usá-lo melhor para o Senhor, uma primeira coisa que precisamos ver é quais são as prioridades do nosso coração, quais são as coisas mais importantes. E poderíamos nos perguntar: Será que o Senhor tem algum critério para nos dizer qual é a coisa mais importante? Com certeza Ele tem porém ele mesmo disse: “Porque onde estiver o vosso tesouro, aí estará também o vosso coração” Mateus 6.21. O problema está aí, os “nossos tesouros “tem sido outros, e eles têm roubado todo o nosso tempo.

Que Deus tenha misericórdia de nós, e permita que haja arrependimento e conversão de caminho, para que não sejamos reprovados por Ele no grande e terrível dia do Senhor.

Rv. Adriano Pedroso
Pastor titular da Igreja do Nazareno Betel.

Deixe um comentário

wpDiscuz